Se Moro cair, a queda não é só do ministro

O bolsonarismo raiz tem que fazer figa e torcer para a permanência do ministro Sérgio Moro no governo Jair Bolsonaro.

Afinal de contas, assim como Paulo Guedes, o ex-juiz de Curitiba é uma coluna de sustentação do discurso que levou Bolsonaro ao comando da República.

Moro é o pilar da moralidade e do combate à corrupção que Bolsonaro se comprometeu ainda na campanha.

Guedes, cujo ministério caminha para ser esvaziado pela ausência de grandes resultados, foi o sustentáculo do então candidato perante o mercado financeiro.

E é ainda a mola-mestra de confiabilidade do empresariado.

A presença de Moro balançou nas últimas horas com a sinalização do presidente pela mudança na direção da Polícia Federal.

Uma alteração encarada como tentativa de interferência política, um mal do qual a PF vem se blindando há alguns anos, apesar das fortes pressões desde os governos petistas.

E por que os bolsonaristas, os radicais e os moderados, devem torcer para que Moro seja demovido da inclinação pela despedida?

Porque, se Moro cair, rui com ele também um pedaço considerável da credibilidade do governo. E muito da esperança que muitos depositaram no presidente.

por Heron Cid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.