É #FAKE que foto de grupo queimando bandeira do Brasil seja de protesto pró-democracia no último domingo

Circula nas redes sociais uma foto que mostra um grupo de manifestantes queimando uma bandeira do Brasil. De acordo com as publicações, a imagem foi produzida no último domingo (31), nos protestos a favor da democracia liderados por torcedores antifascistas de clubes rivais em São Paulo, no Rio e em Minas Gerais. É #FAKE.

Uma busca reversa pela imagem no Google revela que, na verdade, ela foi feita em 21 de janeiro de 2016, pelo fotógrafo Sebastião Moreira, da agência de notícias espanhola EFE, em um protesto contra o aumento do preço do transporte público em São Paulo, convocado pelo Movimento Passe Livre (MPL). As informações estão disponíveis no site da European Pressphoto Agency (EPA), uma agência de fotografia alemã que comercializa imagens do mundo todo.

“Manifestantes queimam uma bandeira do Brasil durante um protesto contra o aumento dos preços do transporte público na cidade de São Paulo, em 21 de janeiro de 2016. Policiais entraram em confronto com os manifestantes, o que deixou vários feridos”, diz a legenda.

O colunista Reinaldo Azevedo publicou a mesma foto no site da Jovem Pan no dia 25 de janeiro daquele ano, com a legenda “Manifestantes black bloc mascarados queimam bandeira do Brasil em ato do MPL em São Paulo”. O jornal The Straits Times, de Singapura, também incluiu a imagem em uma fotogaleria chamada “Hoje em imagens – 22 de janeiro de 2016”, informando que a foto foi tirada na véspera.

por Hellen Guimarães/O Globo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.