Governo eleva estimativa de rombo fiscal para R$ 828,6 bilhões em 2020

O ministério da Economia atualizou, nesta quinta-feira (2), a projeção para o impacto das medidas emergenciais de combate à pandemia da Covid-19 nos cofres públicos em 2020. Com o aumento dos gastos públicos, o governo já espera um déficit primário de R$ 828,6 bilhões para o setor público consolidado, que inclui contas do governo federal, estados e municípios.

Levando em conta a projeção da edição de 19/6 do Relatório Focus, do Banco Central, com uma queda de 6,5% do Produto Interno Bruto (PIB), o rombo fiscal nas contas públicas seria equivalente a 12% do PIB. Neste cenário, a equipe econômica prevê ainda que a Dívida Bruta alcance 98,2% do PIB em 2020.

Em um cenário mais negativo, com tombo de 8,5% na economia, a estimativa do governo é que a Dívida Bruta supere o PIB, atingindo 100,6%, maior número da história.

Desde o fim de maio o ministério da Economia elevou em mais de R$ 100 bilhões o impacto das medidas emergenciais nas contas públicas. Assim, sozinhas, as ações de combate à pandemia já somam R$ 521,3 bilhões. Até então, a estimativa era de R$ 417,7 bi.

Foto: Hoana Gonçalves/Ministério da Economia

por Anna Russi/CNN Brasil Business

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.