Ex-mulher de Bolsonaro comprou 14 imóveis enquanto foi casada com ele

Ao longo dos 11 anos em que esteve casada com Jair Bolsonaro, entre 1997 e 2008, Ana Cristina Siqueira Valle comprou 14 imóveis. Cinco deles em dinheiro vivo.

De acordo com reportagem da revista Época, que analisou quase 40 escrituras de compra e venda e 20 registros em cartórios do Rio e de Brasília, o patrimônio foi avaliado em R$ 3 milhões em 2008, quando Ana Cristina se separou do presidente.

Em valores corrigidos pelo IPCA, disse a revista, são R$ 5,3 milhões.

Depois da separação de Bolsonaro, continuou a reportagem, Ana Critina ficou com nove imóveis. Desses, havia cinco terrenos em Resende (RJ) cujos valores declarados pelo casal em 2006 eram de R$ 160 mil. Depois do fim da separação litigiosa, Ana Cristina revendeu os terrenos por R$ 1,9 milhão.

A compradora foi a empresa Alambari Empreendimentos e Participações, de propriedade de um empresário do ramo dos transportes, Marcelo Traça, segundo a Época. Ele é um dos delatores da Lava Jato no Rio de Janeiro e admitiu que negócios com imóveis era uma das formas que usava para lavar dinheiro.

Ao longo dos 11 anos em que esteve casada com Jair Bolsonaro, entre 1997 e 2008, Ana Cristina Siqueira Valle comprou 14 imóveis. Cinco deles em dinheiro vivo.

De acordo com reportagem da revista Época, que analisou quase 40 escrituras de compra e venda e 20 registros em cartórios do Rio e de Brasília, o patrimônio foi avaliado em R$ 3 milhões em 2008, quando Ana Cristina se separou do presidente.

Em valores corrigidos pelo IPCA, disse a revista, são R$ 5,3 milhões.

Depois da separação de Bolsonaro, continuou a reportagem, Ana Critina ficou com nove imóveis. Desses, havia cinco terrenos em Resende (RJ) cujos valores declarados pelo casal em 2006 eram de R$ 160 mil. Depois do fim da separação litigiosa, Ana Cristina revendeu os terrenos por R$ 1,9 milhão.

A compradora foi a empresa Alambari Empreendimentos e Participações, de propriedade de um empresário do ramo dos transportes, Marcelo Traça, segundo a Época. Ele é um dos delatores da Lava Jato no Rio de Janeiro e admitiu que negócios com imóveis era uma das formas que usava para lavar dinheiro.

por O Antagonista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.