Juiz manda retirar pesquisa eleitoral irregular realizada através do WhatsApp para Prefeitura de Serra Branca sob pena de R$ 20 mil

O juiz da 58ª Zona Eleitoral, José Irlando Sobreira Machado, mandou retirar uma pesquisa eleitoral irregular realizada através do whatsapp, para Prefeitura de Serra Branca, na Paraíba. De acordo com os autos que o ClickPB teve acesso, a pesquisa estava sendo realizada em favor do atual prefeito e candidato a reeleição Vicente Fialho de Sousa Neto, conhecido como Sousinha.

Ainda de acordo com os autos, Sousinha teria mandado alguns servidores da prefeitura local divulgar uma pesquisa falsa com timbre da empresa DATAVOX, onde o aponta, supostamente à frente, com o percentual de 38,9%, seguido pelo Sr. Flávio Torreão, com 21,5% e o Sr. Zizo Mamede com 12,3%.

A divulgação da pesquisa foi através de grupos de whatsapp, de Daniele Almeida Fernandes, afirmando que o candidato a reeleição estava vários pontos percentuais à frente dos demais candidatos, bem como de que liderava as pesquisas. A pesquisa sem registro foi divulgada no Grupo do Whatsapp “De olho no Cariri”, e no “Opinião PB”.

A pesquisa citada não está registrada no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O juiz determinou que fosse retirado a pesquisa eleitoral sob multa de R$ 20 mil, em um prazo de 24 horas.

por Isabela Melo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.