OMS diz que mutação do Sars-Cov-2 em visons é ‘preocupante’, mas pede mais estudos

Relatórios sobre uma mutação do novo coronavírus Sars-Cov-2 encontrada em visons na Dinamarca são “preocupantes”, segundo análise da Organização Mundial de Saúde (OMS). A entidade, porém, ressalta que mais estudos são necessários para determinar se a nova cepa encontrda é mais perigosa que as anteriores de alguma forma.

“É normal que os vírus sofram mutações ou mudem com o tempo. Mas ,cada vez que um vírus passa de humanos para animais e de volta para humanos, ele pode mudar mais. É por isso que esses relatórios são preocupantes”, escreveu a OMS pelo Twitter oficial na sexta-feira (6).

Tuíte da OMS comenta relatórios sobre mutanção do novo coronavírus em visons
Foto: Twitter/ Reprodução

Há um temor de que mutações possam afetar a eficácia de vacinas e tratamentos já em estudo para combater a Covid-19.

Segundo a OMS, no entanto, cientistas ainda não notaram mudanças na cepa relacionada ao vison que afetam a forma como o vírus é transmitido, a gravidade da doença ou o risco de reinfecção nas pessoas.

“As descobertas preliminares da Dinamarca são globalmente relevantes e a OMS reconhece a importância de compartilhar informações epidemiológicas, virológicas e da sequência completa do genoma com outros países e equipes de pesquisa, inclusive por meio de plataformas de código aberto”, disse a entidade em um comunicado na sexta-feira.

Pelo menos 214 casos de Covid-19 foram associados a visons criados na Dinamarca desde junho, segundo as autoridades locais. Na última semana, o governo do país anunciou a intenção de abater todos os animais em fazendas do país – cerca de 17 milhões de visons, criados especialmente para a extração de sua pele.

A OMS observou que os visons foram infectados após a exposição humana. Os animais podem atuar como um reservatório, “passando o vírus entre eles e representam um risco de propagação do vírus”.

“A OMS aconselha todos os países a melhorar a vigilância para Covid-19 na relação animal-humano, onde reservatórios animais suscetíveis são identificados, incluindo fazendas de visons”, acrescentou.

por Naomi Thomas da CNN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.