Homem negro é autor de mensagens racistas contra a prefeita eleita de Bauru

Um homem negro de 37 anos foi identificado pela Polícia Civil como autor de ofensas racistas publicadas na internet contra a prefeita eleita de Bauru, Suéllen Rosim (Patriota). Jovem, negra e conservadora, Suéllen é a primeira mulher eleita para comandar a cidade.

Após a vitória da candidata no último domingo 29, o homem usou um perfil falso e escreveu nas redes sociais que “não merecia ter essa prefeita de cor com cara de favelada comandando a nossa cidade”. “A senzala estará no poder nos próximos quatro anos”, completou.

No dia seguinte, a prefeita ainda recebeu um email com mais frases racistas e uma ameaça de morte. “Eu juro, mas eu juro que vou comprar uma pistola 9 mm no Morro do Engenho, aqui no Rio de Janeiro, e uma passagem só de ida para Bauru e vou te matar. Eu já tenho todos os seus dados e vou aparecer aí na sua casa”, diz um trecho.

O homem identificado, mas que não teve o nome revelado, foi interrogado e deve ser indiciado ao final do inquérito, de acordo com Eduardo Herrera, delegado que acompanha o caso.

À polícia, o autor das mensagens disse que o objetivo era fazer com que as pessoas de um grupo no Facebook publicassem comentários similares para mostrar que elas são racistas.

Ele negou envolvimento com as ameaças de morte enviadas por e-mail à prefeita. O homem foi ouvido e liberado devido à falta de fundamentação para uma eventual prisão, segundo a polícia.

por Carta Capital

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.