Calvário: pedido de soltura de Coriolano Coutinho já está nas mãos de Gilmar Mendes

O gabinete do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) acusou recebimento do pedido de habeas corpus apresentado pela defesa de Coriolano Coutinho, na terça-feira (2).

O documento havia sido deslocado para o gabinete de Mendes ainda no dia 22 de dezembro de 2020 e, até então, seguia com movimentação paralisada.

Coriolano voltou a ser preso na primeira quinzena em dezembro de 2020, durante realização da 10ª fase da Operação Calvário, por tentativa de violação de medidas cautelares a ele impostas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB). (Clique aqui para conferir detalhes)

Reincidência

Coriolano, que é irmão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), já havia sido preso ainda na sétima fase da Operação Calvário, chamada “Juízo Final”, no dia 17 de dezembro de 2019. A ação investiga uma organização criminosa suspeita de desvio de R$ 134,2 milhões destinados aos serviços de Saúde e Educação do Estado da Paraíba.

Nova ordem de prisão

O irmão do ex-governador recebeu ordem de prisão mais uma vez, nesta quinta-feira (4) a partir da realização das fases 11 e 12 da Operação Calvário que investiga a Orcrim da qual ele é apontado como membro ativo na prática do crime de desvio de dinheiro dos cofres públicos estaduais.

Confira abaixo a confirmação do recebimento feito pelo gabinete do ministro Gilmar Mendes:

por Redação ParaíbaRádioBlog

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.