Em depoimento ao Gaeco, ex-secretário de Saúde da Paraíba admite ter recebido R$ 50 mil do ‘esquema’ dos livros

Na semana passada o Gaeco apresentou à Justiça mais duas denúncias no âmbito da Operação Calvário, nas 11ª e 12ª fases da investigação. Em uma delas, há o depoimento do ex-secretário de Saúde do Estado, Waldson de Souza, sobre as supostas irregularidades apontadas pelo Ministério Público em contratos para a compra de livros, na gestão passada.

No depoimento, o ex-secretário admite que recebeu R$ 50 mil que seriam referentes à parte da propina investigada no ‘esquema’.

O dinheiro, no entanto, teria como destino o pagamento de despesas de campanha. A outra parte, conforme Waldson de Souza, teria sido entregue ao ex-presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas.

Os recursos teriam como origem contratos firmados entre a gestão estadual e uma das empresas investigadas, que seria administrada (de fato) pelo empresário Pietro Harley – conforme o MP.

Em um dos trechos do depoimento, Waldson diz que o procedimento teve o aval do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Na peça foram denunciados 16 pessoas, entre elas o ex-governador, Edvaldo Rosas, o empresário Pietro Harley e o próprio Waldson de Souza.

Confira os trechos do depoimento abaixo:

foto: Reprodução
foto: Reprodução

por João Paulo Medeiros

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.