Mulheres são maioria, mas controlam apenas 16,6% das prefeituras da Paraíba

Os levantamentos recentes feitos pelo IBGE indicam que as mulheres continuam sendo maioria na Paraíba. Elas são extremamente capazes e sensíveis a temas que, muitas vezes, passam despercebidos por nós homens. Mesmo assim, ainda continuam longe de espaços mais robustos na política.

Um exemplo disso é o número ainda pequeno de mulheres prefeitas no Estado. Dos 223 municípios, apenas 37 são administrados por gestoras – 16,6%.

Nas câmaras municipais, o cenário não é diferente. Na Capital do Estado, por exemplo, das 27 cadeiras apenas uma é ocupada por uma mulher. Em Campina, das 23 são 7 delas. Até ano passado era apenas uma.

Se tomarmos por base a bancada federal, mais evidências de que elas possuem pouco espaço. Apenas Edna Henrique (PSDB) ocupa uma das 12 vagas da Paraíba na Câmara Federal.

No Senado, até bem pouco tempo, somente a senadora Daniella Ribeiro (Progressistas). Com a morte do senador José Maranhão, Nilda Gondim (MDB) assumiu o posto, tornando a balança um pouco menos desequilibrada.

O panorama é certamente um reflexo da história recente brasileira, onde as mulheres por muito tempo permaneceram ‘invisíveis’. Apenas em 1933 conseguiram exercer o direito de votar e serem votadas.

Após tantos anos, quase 90 anos, elas continuam na luta por mais conquistas. Mais representatividade nos parlamentos e nos cargos executivos é uma dessas bandeiras. Mais do que justa, por sinal.

por João Paulo Medeiros

foto: Arquivo Jornal da Paraíba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.