Geraldo Medeiros se reunirá com governadores e Anvisa para tentar acelerar aval da vacina russa Sputnik V

O secretário Estadual da Saúde, Geraldo Medeiros, representará o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), na reunião que será realizada na tarde desta terça-feira (6) entre a diretoria da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e os governadores dos nove Estados do Nordeste para tratar do pedido de uso emergencial da vacina Sputnik V contra a Covid-19.

A reunião acontecerá de forma remota, a partir das 15h30 e, além dos gestores nordestinos, também contará com participação dos governadores de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e do Acre, Gladson Cameli (PP).

Entrave

Desde meados do mês de março o Consórcio conseguiu garantir pelo menos 37 milhões de doses da vacina russa, porém, o entrave está no pedido de uso emergencial que precisa ser priorizado para aprovação e, consequente, distribuição dos imunizantes.

De acordo com informações da própria Anvisa, a Sputnik V segue com 24,95% da sua documentação pendente de complementação. Outros 18,67% ainda não foram apresentados, e 55,83% estão em análise pela agência.

Aprovações

Os imunizantes Janssen, Coronavac (do Instituto Butantan) e AstraZeneca (Oxford) já foram avalizados para uso emergencial em território brasileiro.

Os da Pfizer/BioNTech e os de Oxford, na versão produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), são, até agora, os únicos que receberam aval para uso definitivo.

por ParaíbaRádioBlog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.