Após homicídio em Patos, delegado crítica políticos que apoiam legalização de drogas

A fala em tom crítico do delegado da Polícia Civil, Edson Pedrosa, aconteceu após um homicídio que ocorreu na última terça-feira (20) no conjunto Vista da Serra 1, na cidade de Patos-PB. A vítima foi João Vitor Lima Texeira, de 19 anos, que foi morto com vários tiros de arma de fogo.

Dr.Pedrosa, que investiga o caso, relatou em entrevista ao jornalista Geverton Martins para o jornal “Sol News”, TV Sol, que o jovem assassinado era usuário de droga ilícita, segundo a informação dada pelo próprio pai dele.

O delegado aproveitou o ensejo para fazer uma alerta para a sociedade e criticar duramente os políticos que se posicionam favoráveis a liberação do uso de drogas como, por exemplo, a maconha.

“E ainda tem político que é a favor da liberação da droga, veja o que a droga causa, o rapaz era usuário de drogas conforme informou o pai dele, não sei se é o motivo da morte dele, mas ocorre que a pessoa diz: fulano é bonzinho, fuma uma droguinha, só causa mal a ele mesmo. Que história é essa? O usuário de drogas, ele chega um momento que está naquela ânsia de fumar e as vezes furta um objeto de casa, começa a assaltar, outros começam a dever o traficante, aí começa a briga de que pertence a facção, que ele quer mostrar que é o tal, que é raiz, que é aquilo outro e aí termina se envolvendo em situações que não tem mais volta. E muitas vezes é vítima de homicídio ou até prática outros crimes, até o homicídio”, desabafou o profissional da segurança pública da Paraíba.

por Papo Político

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.