Fiocruz recebe insumos para produzir 9 milhões de doses de vacina Oxford/AstraZeneca

A Fundação Oswaldo Cruz recebe neste sábado (24) mais um lote do ingrediente farmacêutico ativo (IFA). De acordo com a Fiocruz, a previsão de chegada no Rio é às 20h, no aeroporto do Galeão. O ingrediente está sendo transportado da China para o Brasil.

A quantidade será suficiente para garantir a entrega de imunizantes até 2 de junho, segundo estimativa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Esta é a oitava remessa das 14 previstas. A quantidade será suficiente para que o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Bio-Manguinhos, produza cerca de 9 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, para o Programa Nacional de Imunizações.

Também neste sábado, a Prefeitura do Rio de Janeiro vacina profissionais da Educação básica, acima de 50 anos, que estão atuando presencialmente nas escolas da Prefeitura do Rio e nas redes estadual e federal localizadas na cidade e grávidas com comorbidades. A vacinação de idosos será encerrada neste sábado, mas ainda tem uma repescagem com o objetivo de vacinar quem, durante a semana ou no sábado, não conseguiu ir a um posto.

Até esta sexta-feira (23), o painel da prefeitura indicava que 92,6% das pessoas acima de 60 anos já tomaram a primeira dose da vacina, o que representa 20% da população carioca. Também na sexta, a Fiocruz entregou cerca de 5,2 milhões de vacinas Oxford-AstraZeneca ao Ministério da Saúde para o Programa Nacional de Imunização (PNI), dos quais cerca de 480 mil doses foram entregues diretamente ao Estado do Rio de Janeiro. Com isso, a fundação totaliza a entrega de cerca de 20 milhões de vacinas ao Ministério da Saúde.

Nesta semana, a Fiocruz mudou a logística de envio das doses e, a partir de agora, a entrega do lote será realizada uma vez por semana, nas sextas-feiras. Desde que a Fiocruz começou a produzir o imunizante, a entrega ao PNI era feita duas vezes por semana: às quartas e sextas.

De acordo com a assessoria de comunicação do laboratório de Bio-Manguinhos, a decisão foi tomada em comum acordo em uma reunião entre a Fiocruz, membros do PNI, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) na última terça-feira (20).

por Cleber Rodrigues, Ana Lícia e Mylena Guedes/CNN

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.