Governador do Pará teme perder o cargo por suspeita de corrupção

A semana que abre os depoimentos na CPI da Covid-19 no Senado promete fortes emoções para o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB).

Ele é acusado de ter feito compras superfaturadas para combater a pandemia e já foi alvo de três operações da Polícia Federal em 2020, autorizadas pelo Superior Tribunal de Justiça.

Na operação Para Bellum I, Barbalho teve celular e computadores apreendidos. A degravação de suas conversas pelo WhatsApp mostrou negociações nada republicanas.

Com o empresário André Felipe Oliveira, dono da empresa SKN, acertou a dispensa de licitação para a compra de 400 respiradores mecânicos por R$ 50,4 milhões.

Os 400 respiradores comprados na China chegaram a Belém imprestáveis para uso. Oliveira foi preso, assim como o chefe da Casa Civil do governo, e os secretários de Saúde e de Transporte.

por CVN

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.