Embaixador chinês anuncia nova liberação de insumos para vacinas no Brasil

O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, anunciou nesta quinta-feira, 20, a liberação de novos lotes do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para produção das vacinas contra a covid-19 pelo Instituto Butantan e pela Fiocruz. Wanming participou de reunião do Fórum de Governadores para discutir a liberação dos insumos nesta quinta.

Após a reunião, o embaixador publicou em seu Twitter o anúncio. Segundo ele, os novos lotes seriam suficientes para produzir 16,6 milhões de doses das vacinas Coronavac e da Astrazeneca.

“Na conversa com o Fórum dos Governadores informei a liberação dos novos lotes de IFA pra produzir no total 16,6 milhões de doses da Coronavac e Vacina AstraZeneca, que chegarão no Brasil. A China, fraterna com o povo brasileiro, está comprometida em parceria de vacinas”, escreveu.

Os governadores de São Paulo, João Doria, do Maranhão, Flávio Dino, do Piauí, Wellington Dias e do Amapá, Waldez Góes além do presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, participaram da reunião.

A quantidade de insumos para a produção da Coronavac no Instituto Butantan prevista para chegar foi reduzida de 10 mil litros para 3 mil litros neste mês, o que fez com que o Instituto reduzisse a quantidade de doses a serem entregues no cronograma de maio. O envase do imunizante foi interrompido na semana passada pelo atraso no envio do IFA, que aguardava liberação do governo chinês.

Na semana passada, o governo de São Paulo atribuiu o atraso na liberação aos ataques do presidente Jair Bolsonaro e integrantes do governo federal à China. Na semana anterior, Bolsonaro havia insinuado que o país asiático fazia uma “guerra biológica” com o coronavírus.

A Fiocruz também sofreu com atrasos no envio dos insumos e interrompeu a produção da vacina da Astrazeneca nesta quinta. A instituição aguarda a chegada da matéria-prima, prevista para este sábado, 22.

Na reunião, o embaixador afirmou que a China não colocará obstáculos políticos, nem dará tratamento diferenciado na liberação de insumos para as vacinas produzidas no Brasil.

por Roberta Vassalto

foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.