Irmão da traficante Sandra Helena é assessor de deputada do PSOL

Antônio Carlos Ferreira Gabriel, o Rumba, irmão da traficante Sandra Helena Gabriel, também conhecida como Sandra Sapatão, trabalha atualmente como assessor parlamentar no gabinete da deputada estadual Dani Monteiro (PSOL). Sandra Sapatão é apontada como uma das lideranças do tráfico no Jacarezinho.

A parlamentar do PSOL é conhecida por ser é uma das principais críticas à Operação Exceptis, que matou 27 criminosos ligados ao tráfico local e, ainda, o policial civil André Leonardo de Mello Frias, assassinado com um tiro na cabeça.

A operação tinha como objetivo coibir o tráfico local, que vinha aliciando crianças e adolescentes para integrar a facção criminosa que domina o território.

Rumba, que também possui influência na comunidade do Jacarezinho, já teve passagem pela polícia por tráfico, associação ao tráfico e porte ilegal de arma, no início dos anos 2000.

A irmã de Rumba, Sandra Sapatão, foi presa mais uma vez no último dia 21, após perícia nos celulares apreendidos durante a Exceptis. Em 2007, ela chegou a fazer parte da lista dos dez bandidos mais procurados do estado do Rio de Janeiro.

Quando foi presa em 2010, Sandra Sapatão chegou a ser a única mulher em um presídio federal de segurança máxima. Quatro anos após ser presa, foi concedida uma liberdade provisória a Sandra, que saiu e nunca mais voltou à prisão.

Ainda em 2014 foi capturada por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Jacarezinho, ocasião em que ofereceu R$ 20 mil para não ser presa. Já em 2016, a traficante foi liberada da prisão mais uma vez, e teria voltado a gerenciar o tráfico pessoalmente.

Já em 2017, ainda solta, Sandra foi apontada pela polícia por participação em um tiroteio na comunidade do Jacarezinho, durante o qual o policial militar Michel de Lima Galvão veio a óbito, tendo deixado, ainda, outro agente baleado no rosto.

Em 2019, Sandra e outros dois traficantes, por conta desses crimes, tiveram a prisão preventiva decretada na 2ª Vara Criminal, sendo cumprido somente no último dia 21 de maio, pela Delegacia de Combate às Drogas (Scod).

Em nota, a parlamentar do PSOL afirmou que “é odioso e sombrio que alguém seja alvo de ataques por conta do seu parentesco e por atos com os quais não possui nenhuma relação”. Rumba não foi localizado.

Sintetizando o histórico da traficante, o deputado estadual Márcio Gualberto escreveu em seu perfil no Twitter que “a ‘Sandra Sapatão’ é chefe do tráfico no Jacarezinho. A @PCERJ fez uma operação e matou 27 criminosos que entraram em confronto com os policiais. O PSOL está chamando o que houve de chacina. O irmão da ‘Sandra’ trabalha para a presidente da comissão de direitos humanos da ALERJ. FIM”, concluiu o parlamentar.

por Brehnn Galgane

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.