Com nova classificação, município de Diamante pode adotar medidas mais restritivas no combate à Covid-19

O avanço da Covid-19 na Paraíba pode ser notado na nova avaliação do Plano Novo Normal, divulgada neste sábado (29). O estado voltou a ficar numa situação bem crítica. O total de 211 cidades estão na bandeira laranja, incluindo todas as cidades da região do Vale do Piancó, no Sertão do Estado. Isso significa, de acordo com o prefeito Hermes Mangueira Diniz Filho, da cidade de Diamante, “que poderemos publicar um novo decreto com medidas mais restritivas no combate à Covid-19”.

Na nova avaliação, a Paraíba está dividida em apenas duas bandeiras laranja e vermelha, “lembrando que essas bandeiras servem para a gente ter uma noção de como está o avanço da pandemia no estado levando em consideração o aumento do número de casos e a taxa de ocupação de leitos”, avaliou Hermes Filho.

Conforme o último boletim epidemiológico divulgado pela secretaria de saúde, o município de Diamante tem contabilizado 27 casos ativos de Covid-19, sendo 374 confirmados, 698 descartados, 340 pacientes recuperados e 8 óbitos. Equipes de fiscalização continuam atuando na cidade e zona rural, no sentido de esclarecer a população sobre os riscos da doença.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, na nova configuração do mapa do avanço da pandemia, 95% das cidades paraibanas estão em bandeira laranja, 12 cidades com situação pior, na bandeira vermelha e nenhuma cidade na bandeira verde ou amarela. A classificação das novas bandeira passam a vigorar nesta segunda-feira (31) e novos decretos poderão ser publicados pelo Governo do Estado.

Para entender como funcionará a nova classificação, a bandeira laranja representa alta restrição, em que somente os serviços essenciais devem funcionar, como padaria, supermercado e todos os serviços essenciais, e os não essenciais todos fechados. A bandeira vermelha é a lei do fechamento de todas as atividades, nós temos restrição de circulação, isto é toque de recolher e as pessoas só devem sair de casa em extrema necessidade, configurando uma necessidade de saúde ou de alimentação.

“Nós estamos no momento crítico, vivendo o pior momento da pandemia no estado da Paraíba. As pessoas precisam ficar em casa sempre que for possível, não circularem neste final de semana, nem nos próximos dias, pois o problema é sério. Atualmente, nós temos um ocupação de leitos de UTI e da enfermaria altíssimo e as pessoas precisam entender que 50% das pessoas que vão para a UTI portadores da covid-19 morrem”, alertou o secretário da Saúde, Geraldo Medeiros.

por Acessória

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.