Crueldade contra animais: Gatos são mortos por envenenamento em Boa Ventura

O jovem Robério Samuel, de 20 anos, morador da cidade Boa Ventura (PB), denunciou a morte de gatos por meio de envenenamento na manhã desta terça-feira (6). Conforme ele, o caso aconteceu no próprio quintal de sua residência, localizada na rua Quitéria Pinto Brandão, Centro.

Ao Diamante Online, o rapaz contou que já achou os felinos estertorando no chão.

— Encontrei meu gato preto macho de 1 ano de idade envenenado, vomitando e agonizando até morrer. Além disso, também encontrei minhas duas gatas fêmeas (uma de 5 meses e outra de também 1 ano de idade) igualmente mortas pelo veneno, rodeadas pelo seu próprio vômito — disse.

A intoxicação alimentar, segundo o jovem, foi causada por pedaços de carne que teriam sido jogados por cima do muro da casa contendo o veneno.

Diante do caso, Robério procurou a Delegacia de Polícia Civil de Itaporanga para informar sobre o crime. Na oportunidade, ele confeccionou um Boletim de Ocorrência virtual para haver investigação.

Lei contra maus-tratos

Em 2020, a Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605) foi alterada pela Lei Sansão para aumentar a punição aos crimes de maus-tratos e crueldade contra animais. A nova lei aumenta a pena para quem maltratar cães e gato, pois a pena anterior previa a detenção de três meses a um ano ou multa. Agora, a prática de abuso, maus-tratos, ferimento ou mutilação dos bichos de estimação será punida com reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda.

por Diamante Online

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.