Atentado contra Bolsonaro pode ter sido abortado, “cozinheiro de hotel era o suspeito”

Em pronunciamento no plenário da Câmara, em Brasília, o deputado federal Bibo Nunes (PSL-RS) denunciou um grupo de pessoas que sugeriam o assassinato do presidente Jair Bolsonaro, em sua passagem pelo Rio Grande do Sul, neste final de semana, com agendas nesta sexta-feira, em Caxias do Sul e Bento Gonçalves, seguindo para a motociata de Porto Alegre, no sábado. Informações do Jornal da Cidade Online.

Bibo cita uma post nas redes sociais de um homem de nome Eduardo Lazzari, que diz estar escalado para ser o cozinheiro de Jair Bolsonaro em Bento Gonçalves:

“Vou ter que cozinhar para este diabo ainda, que raiva”, narra o parlamentar, enquanto lê a publicação.

Nunes passa então a citar as repostas encaminhadas ao cozinheiro, incentivando que o presidente seja envenenado. A leitura inclui os nomes dos internautas, segundo ele, com perfis comprovados e recebidos por meio de uma jornalista de confiança (cuja imagem pode ser conferida abaixo).

“Camila Leite – pensei num negócio aqui…
Pense bem, ou é ele ou nós, diz Natieli Carvalho …
Eva Otelakoski – Ataca veneno de rato, essa é a chance e juro que te dou um milhão se você der veneno e ele morrer”

por Terra Brasil Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.