Haiti anuncia prisão de suposto autor do assassinato de presidente

As autoridades do Haiti anunciaram neste domingo (11) a detenção do médico Emmanuel Sanon, um dos supostos autores intelectuais do assassinato do presidente Jovenel Moise.

“Quando o avanço dos bandidos foi bloqueado, a primeira pessoa que chamaram foi Emmanuel Sanon”, declarou o diretor-geral da Polícia Nacional haitiana, Léon Charles.

Na última quarta-feira (7), Moïse foi assassinado dentro da residência oficial. A primeira-dama, Martine Marie Etienne Joseph Moïse, também foi baleada.

O país passa por uma intensa crise política e econômica. Desde 2018, milhares de haitianos marcham pelas ruas do país e pedem melhores condições de vida.

Os protestos começaram depois do aumento do preço da gasolina, em 2018, e causaram a renúncia do então primeiro-ministro, Jack Guy Lafontant.

Neste ano, os protestos pediam a renúncia de Moise, um empresário do setor da banana que chegou ao cargo sem experiência política.

Na fronteira entre o Haiti e a República Dominicana, a pequena vila de Boucan Ferdinand está ficando sem habitantes. O local perdeu sua única estrada para a cidade mais próxima do Haiti, Bois Negresse, durante as inundações em 2004. Os moradores não têm acesso a serviços de saúde, eletricidade ou água encanada

por R7

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.