Após mudanças, saiba quem são os presidentes dos partidos na Paraíba

Com as decisões olhando para 2022, os partidos políticos começam a fazer mudanças para se adaptarem aos quadros, sejam nacionais ou estaduais. Nos últimos meses, a dança das cadeiras na Paraíba causou turbulências em algumas siglas, exemplo do PTB e, mais recentemente, do Podemos. Ambos os partidos eram comandados por líderes mais voltados a centro-esquerda, caso de Wilson Santiago no PTB, e Galego do Leite, aliado de Ana Cláudia Vital, no Podemos. Os dois são da base do governador João Azevêdo (Cidadania).

O problema é que, os dois partidos, no cenário nacional, estão buscando uma via de direita. O PTB está mais do que fechado com o presidente Jair Bolsonaro. Já o Podemos busca convencer Sergio Moro a se candidatar. A influência de uma eleição que promete ser uma das principais da história do país, já provoca reações na Paraíba. O PTB tirou Santiago do comando e entregou a Nilvan Ferreira, que deixou o MDB. Já o Podemos, destituiu Galego e colocou provisoriamente o advogado Júnior Pires.

As mudanças nos diretórios já atingiram recentemente o MDB, após a morte de José Maranhão, no fim do ano passado. Veneziano Vital, que estava no PSB, voltou para comandar a sigla. No PSB, o deputado federal Gervásio Maia assumiu a presidência após as denuncias contra Ricardo Coutinho. O PROS também trocou de comando, saiu o grupo do ex-deputado João Henrique e assumiu Fábio Carneiro.

Entre os 12 parlamentares que compõem a bancada federal paraibana na Câmara, 7 são presidentes de seus respectivos partidos, casos de Aguinaldo Ribeiro (PP), Efraim Filho (DEM), Gervásio Maia (PSB), Hugo Motta (REP), Julian Lemos (PSL), Pedro Cunha Lima (PSDB) e Wellington Roberto (PL).

Uma sigla importante e que tem representantes com mandato, caso do PT, possui um presidente menos conhecido, Jackson Macêdo. Apesar de ter Frei Anastácio, Anísio Maia e Marcos Henriques na Assembleia e na Câmara, Municipal e Federal. Já o PDT, da vice-governadora Lígia Feliciano e do deputado federal Damião Feliciano tem o filho do casal no comando, Renato Feliciano. Há ainda o Cidadania, do governador João Azevêdo, que é presidido por Sérgio Guerra.

Um detalhe que demostra como a política é um espaço dominado por homens é que, entre os 30 partidos, apenas 4 são comandados por mulheres. Nem mesmo o PMB (Partido da Mulher Brasileira) tem uma mandatária. As 4 presenças femininas são de Rama Dantas (PSTU), Adriana Olimpio de Queiroga Carneiro (DC), Lídia Moura (PMN) e Gregória Benário (PCdoB). Nenhuma possui mandato pelo partido.

Veja abaixo a lista dos partidos e seus respectivos presidentes estaduais:

  • Em ordem numérica

REP – Hugo Motta

PP – Aguinaldo Ribeiro

PDT – Renato Costa Feliciano

PT – Jackson Macêdo

PTB – Nilvan Ferreira

MDB – Veneziano Vital do Rêgo

PSTU – Rama Dantas

PSL – Julian Lemos

REDE – Carlos Monteiro

PODEMOS – Júnior Pires

PSC – Anderson Monteiro

PL – Wellington Roberto

CID – Sérgio Guerra

DEM – Efraim Filho

DC – Adriana Olimpio de Queiroga Carneiro

PRTB – Antônio Fábio Soares Carneiro*

PCO – Camilo Santana

PMN – Lídia Moura

PMB/BRASIL35 – Luann Alves de Araújo

PSB – Gervásio Maia

PV – Luciano Cartaxo

PSDB – Pedro Cunha Lima

PSOL – Tárcio Teixeira

Patriota – Wallber Virgolino

PSD – Romero Rodrigues

PCdoB – Gregória Benário

Avante – Felipe Leitão

SD – João Almeida

PROS – Antônio Fábio Soares Carneiro

UP – Rafael Freire

por Samuel de Brito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.