Michelle Bolsonaro e prefeito Cícero Lucena visitam local onde será construído o Complexo de Doenças Raras em João Pessoa

Pessoas que sofrem de síndromes de difícil recorrência vão poder contar, em João Pessoa, com atenção especializada com o Complexo Municipal de Doenças Raras, que será construído em uma parceria da Prefeitura da Capital com o Governo Federal. Na manhã desta sexta-feira (13), os espaços que vão receber os equipamentos foram visitados pelo prefeito Cícero Lucena e pela primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, e o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O Complexo Municipal de Doenças Raras e deficiências será composto por sete equipamentos. Destes, já existem a Associação de Pais e Amigos de Excepcionais (Apae), a casa de acolhimento às famílias e pacientes de doenças raras, que conta com seis apartamentos, e a praça inclusiva.

Outro equipamento será o Centro de Referência em Doenças Raras (ambulatório). Este espaço está sendo reformado pela Prefeitura e será inaugurado no dia 3 de novembro, na abertura do II Congresso Nacional de Doenças Raras em João Pessoa. Ele fica localizado no antigo CRC dos Bancários e a obra vai contar com recursos 100% do Município.

Em terrenos vizinhos serão construídos o Centro Especializado de Reabilitação (CER-IV), que teve sua pedra fundamental lançada nesta sexta-feira, e o 1º Hospital de Doenças Raras e Deficiência do Brasil. Este último será erguido em terreno cedido pela Prefeitura.

“Estamos ao lado do Governo Federal e da iniciativa privada em uma ação que vemos o quanto a Prefeitura quer cuidar das pessoas. Está crescendo o volume de doenças raras e esta é uma área com pessoas que precisam de nossa atenção e cuidado. Com essa unidade vamos poder avançar muito na assistência a esse público”, declarou o prefeito Cícero Lucena, que esteve acompanhado da primeira-dama, Lauremília Lucena.

A primeira-dama Michelle Bolsonaro destacou a importância de um trabalho feito com amor.

“Se não existisse amor, nada disso aconteceria. Deus nos deu a oportunidade de estar no poder para ajudar quem precisa e o nosso compromisso com as doenças raras e com as pessoas com deficiência, que ficaram tanto tempo invisíveis, é que eles voltem à visibilidade. Não vamos deixar ninguém pra trás”, afirmou.

O último prédio a compor a estrutura é uma escola municipal bilíngue, onde a segunda língua será Libras. A unidade escolhida é a Escola Municipal Olívio Ribeiro Campos, também nos Bancários. A ideia é que ela esteja em funcionamento no primeiro semestre do próximo ano.

Solenidade – Após a visita aos terrenos, a comitiva foi até a Apae, onde prestigiaram apresentações de pessoas atendidas pela instituição e pelo Instituto Helena Holanda. Na ocasião, as primeiras-damas Michelle Bolsonaro e Lauremília Lucena se juntaram a um dos grupos de dança, arriscando passos de forró.

Estiveram presentes na visita à Secretária Nacional de Pessoas com Deficiência, Priscila Gaspar, o secretário municipal da Saúde, Fábio Rocha, a secretária executiva Rossana Sá e o secretário municipal da Gestão Governamental, Diego Tavares.

por Emmanuela Leite/ Redação ClickPB/assessoria

foto: Secom-JP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.