Governo de São Paulo: Morte de adolescente não foi por reação a vacina da Pfizer

Nesta sexta-feira (17), a Secretaria da Saúde de São Paulo concluiu que a vacina da Pfizer não foi a causa provável do óbito de uma adolescente de 16 anos, no estado. Segundo o órgão, o motivo seria uma doença autoimune.

A jovem recebeu a primeira dose do imunizante, em São Bernardo do Campo, e morreu sete dias depois.

– As análises técnicas indicam que não é a vacina a causa provável do óbito e sim à doença identificada com base no quadro clínico e em exames complementares, denominada Púrpura Trombótica Trombocitopênica (PPT) – aponta o governo, em nota.

A doença autoimune é rara e grave, e não há nenhum relato técnico até o momento que aponte o quadro como evento adverso pós-vacinação com o imunizante da Pfizer, segundo informações da pasta.

por Pleno.News

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.