La Niña: Fenômeno que pode trazer chuvas ao Nordeste e intensificar seca no Sul está previsto pra outubro

Meteorologistas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) consideram que a ocorrência do fenômeno La Niña, que altera as temperaturas médias do Oceano Pacífico, pode ocorrer em outubro, meados da primavera.

O La Niña impacta diretamente o clima do Brasil e poderá favorecer as regiões Norte e Nordeste do país com mais chuvas. Por outro lado, aumentam as chances de seca e possível estiagem no Sul e no Sudeste.

“O La Niña, caso ocorra, será de forma fraca e de curta duração, junto com a ação do dipolo do Atlântico, que, caso seja mais forte, pode atenuar ou melhorar a situação”, explica o meteorologista Mozar Salvador.

Segundo ele, o fenômeno poderá beneficiar, ainda, a região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

“Para essas localidades do Nordeste, caso o dipolo e o La niña continuem se comportando como estão, será favorável. O dipolo é mais importante entre janeiro e maio. As condições dele, principalmente neste período, é que vão definir um bom padrão de chuva para o Nordeste”, afirma.

Lavoura (Foto: Mapa/Divulgação)
Lavoura (Foto: Mapa/Divulgação)

por Globo Rural

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.