“É preciso acabar com essa história de que quem defende a vacina é de esquerda”, diz vereador de João Pessoa

A votação do projeto do “Passaporte da Vacinação” em tramitação na Câmara Municipal da capital continua a polemizar, ontem (18), o autor do projeto o vereador Fernando Milanês, mandou um recado duro para os críticos a proposta e foi apoiado por colegas que apoiam a propositura.

“Deixo claro que minha história política não me permite temer e me impulsiona a seguir em frente na defesa da vida de nossa população”, disse Fernando, ao alertar “é preciso acabar com essa história de que quem defende a vacinação é de esquerda, e quem não defende é de direita”, comentou.

Apoiador do projeto o presidente da Comissão de Direitos Humanos, vereador Marcos Henriques(PT) defende a tese de que, para aprová-lo, “a Câmara poderia permitir que os pareceres das comissões fossem emitidos oralmente em plenário logo na sessão de hoje. Por mim, não teria problema”, afirmou o petista.

Em declaração a imprensa o vereador Odon Bezerra(Cidadania) não gostou nem um pouco da afirmação feita por alguns vereadores de que, nos últimos dias, a Comissão de Constituição e Justiça já deixou de se reunir duas vezes por falta de quórum, e que, por isso, poderá protelar demais a votação do projeto do “Passaporte da Vacinação”.

“Há equívoco nessa informação, a matéria já está pautada para a reunião de quarta-feira da CCJ e que apenas na semana passada é que a comissão não pôde se reunir porque ele precisou participar de uma sessão especial contra as drogas”, disse.

por PB Agora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.