ENEM 2021: 34 funcionários do Inep pedem demissão a poucos dias da prova

Trinta e quatro funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pediram exoneração nesta segunda-feira (8) dos cargos que ocupavam. A prova será realizada nos dias 21 e 28 de novembro, daqui a menos de duas semanas .

Inicialmente, 13 nomes haviam se demitido de suas funções. Ao longo do dia, outros 20 servidores pediram exoneração e se integraram ao grupo (veja a lista com todos os nomes mais abaixo nesta reportagem). O g1 procurou os servidores, mas não conseguiu contato.

No pedido de dispensa encaminhado à diretoria do Inep, os servidores justificam a saída pela “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima” do órgão. Também mencionam episódios de assédio moral, expostos em uma assembleia realizada na quinta-feira (4).

Entre os demissionários, está Camilla Leite Carnevale Freire, que integrava a coordenação-geral do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), de acordo com informações do Portal da Transparência. Assim como o Enem, essa prova também está prestes a acontecer: será aplicada no próximo domingo (14).

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) informou que o cronograma de execução Enem 2021 está mantido e não será afetado pelos pedidos de exoneração de servidores Inep. Segundo o órgão, as provas do exame já se encontram com a empresa aplicadora e o instituto está monitorando a situação para garantir a normalidade de sua execução.

A Frente Parlamentar Mista da Educação, representada pelo professor Israel Batista (PV-DF), informou que vai protocolar na Comissão de Educação requerimentos para convocar o presidente do Inep, Danilo Dupas, e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, para prestarem esclarecimentos sobre a situação. Os requerimentos precisam ser votados.

Outras demissões

A demissão em massa no Inep acontece dias após o pedido de exoneração de dois coordenadores ligados à realização do Enem.

Na sexta-feira (5), Eduardo Carvalho e Hélio Junio Rocha Morais, que ocupavam os cargos de coordenador-geral de exames para certificação e coordenador-geral de logística da aplicação, respectivamente, pediram demissão. Procurados pelo g1, eles não quiseram dar declarações públicas.

Em setembro, o então diretor de tecnologia responsável pela versão digital do exame, Daniel Miranda Pontes Rogério, solicitou exoneração de seu cargo. De acordo com o Inep, a decisão partiu de Rogério, que alegou “motivos pessoais”.
Cobranças ao MEC

Em nota divulgada nesta segunda-feira, a Associação dos Servidores do Inep (Assinep) lamentou “profundamente” que o instituto tenha “chegado a esse ponto”.

Afirmou ainda que os demais servidores que continuam no Inep vão seguir trabalhando para que as demandas do órgão sejam cumpridas, mas cobrou uma “atuação urgente” do MEC e do governo federal para resolver a questão.

Alexandre Retamal, presidente da Assinep, afirmou à reportagem que os servidores só estavam tomando essa atitude “como um alerta para a sociedade para não serem responsabilizados diante de tudo o que pode acontecer”.

Ele ressaltou que, além do Enem, o Inep também cuida de sistemas que, por exemplo, estão ligados ao Censo da Educação Básica em 202. As informações do censo servem para a distribuição de recursos do Fundeb, que, segundo ele, está atrasada.

Lista de quem pediu exoneração nesta segunda (8)

De acordo com informações obtidas pelo g1, pediram demissão nesta segunda-feira:

• Marcela Guimarães Côrtes, coordenadora-geral;

• Natalia Fernandes Camargo, coordenadora-geral substituta;

• Nathalia Bueno Póvoa, coordenadora-geral-substituta;

• Vanderlei dos Reis Silva, coordenador;

• Gizane Pereira da Silva, coordenadora-substituta;

• Hélida Maria Alves Campos Feitosa, servidora pública federal;

• Samuel Silva Souza, servidor público federal;

• Camilla Leite Carnevale Freire, servidora pública federal;

• Douglas Estevão Morais de Souza, coordenador-substituto;

• Patricia da Silva Onório Pereira, coordenadora;

• Denys Cristiano de Oliveira Machado, coordenador;

• Alani Coelho de Souza Miguel, coordenadora-substituta;

• Leonardo Ferreira da Silva, coordenador-substituto;

• Francisco Edilson de Carvalho Silva, coordenador-geral;

• Silvana Maria Lacerda Gonçalves, servidora pública federal;

• Andréia Santos Gonçalves, coordenadora-geral;

• Victor Rezende Teles, substituto;

• Helciclever Barros da Silva Sales, coordenador;

• Helio Pereira Feitosa, coordenador;

• Saulo Teixeira dos Santos, servidor público federal;

• Edivan Moreira Aredes, coordenador-substituto;

• Rita Laís Carvalho Sena Santos, coordenadora;

• Danusa Fernandes Rufino Gomes, coordenadora-substituta;

• Claudia Maria Ribeiro Gonçalves Barbosa Marques, servidora pública federal;

• Rosária Duarte Melo, servidor público federal;

• Elysio Soares Santos Junior, coordenador-geral-substituto;

• Karla Christina Ferreira Costa, servidor público federal;

• Adelino Nunes de Lima, coordenador-geral-substituto;

• Clediston Rodrigues Freire, servidor público federal;

• Clara Machado da Silva, servidora pública federal;

• André Augusto Fernandes Pedro, coordenador-substituto;

• Taíse Pereira Liocádio, servidor público federal;

• Gustavo Caetano Oliveira de Faria Almeida, servidor público federal;

• João Galvão Bacchetto, servidor público federal.

por G1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.