Após conversas entre Bolsonaro e Valdemar da Costa Neto, Julian Lemos diz que presidente traz “caos” e “discórdia”: “Por onde passa deixa terra arrasada”

O deputado federal paraibano Julian Lemos (PSL) utilizou as redes sociais nesse fim de semana para comentar a troca de mensagens entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e Valdemar da Costa Neto, presidente nacional do PL, que ocasionou o adiamento da filiação do presidente ao Partido Liberal. Segundo o site ‘O Antagonista’, até um ‘VTNC’, de Costa para Bolsonaro, surgiu nas mensagens.

Segundo Julian, Bolsonaro “quis fazer com o PL e com Valdemar da Costa Neto o que fez com Bivar e com o PSL”.

“Jair Bolsonaro não tem respeito nem consideração por ninguém, porém alguns querem apenas o respeito, porém ele não sabe o que seja isso. Só quem sabe é quem conviveu de perto”, iniciou.

“Jair Bolsonaro traz com ele o caos e a discórdia. Por [onde] passa deixa terra arrasada, Patriota, PSL, PTB sem nem entrar, e enganou o Valdemar que espantosamente acreditou nele. Jair Bolsonaro não sabe o que é cordialidade e muito menos palavra e gratidão, eu sei o que digo”, continuou o paraibano.

Em seguida, ‘desafiou’ o presidente:

“Gostaria de 10 minutos na frente de Jair Bolsonaro para dizer a ele umas verdades que só nós sabemos. Lhe dizer o quanto é sem palavra, enganador e perverso. O quanto enganou o povo brasileiro. Diante de tudo que tenho visto, não tenho outro nome, a não ser chamá-lo de mentiroso”, emendou.

“Ponham uma coisa na cabeça de vocês, manda ‘TNC’ quem pode. O PL não precisa de Jair Bolsonaro para nada, zero! Mas Jair Bolsonaro precisa e muito do PL e PP, ele está nas mãos dos caras. Agora vejam bem, que moral um Presidente da República que recebe um soco moral desses?”, questionou.

No fim, Julian termina a série de mensagens dizendo que “errar é humano, permanecer no erro é tolice. Só quem tem ideia fixa é doido”.

O parlamentar paraibano fez menção a uma matéria publicada pelo O Antagonista de que a troca de mensagens entre Bolsonaro e Valdemar foi bastante intensa. Bolsonaro queria entregar o controle do diretório do partido em São Paulo ao seu filho Eduardo.

Valdemar teria recusado e dito: “Você pode ser presidente da República, mas quem manda no PL sou eu”. Bolsonaro então teria mandado o presidente do PL para aquele lugar, e recebido de Valdemar resposta semelhante: “VTNC você e seus filhos”. As mensagens fizeram que a filiação, inicialmente marcada para o próximo dia 22, fosse adiada, sem uma nova data para acontecer.

por Polêmica Paraíba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.