Tovar defende união do PSDB em torno da pré-candidatura de Dória e diz que partido mantém apoio a Romero para governador

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) falou nesta segunda-feira (29) pela primeira vez sobre o resultado das prévias do partido que deu vitória ao governador de São Paulo, João Dória, no último sábado (27). O gestor obteve 53,99% dos votos, derrotando o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, seu principal adversário, que ficou com 44,66% na votação.

Em entrevista para o ClickPB, Tovar defendeu que os políticos tucanos se unam em torno do nome de João Dória para viabilizar uma candidatura da terceira via na polarização entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Lula (PT), que lideram as pesquisas de intenção de voto. Na Paraíba, o PSDB deve se reunir nesta semana para debater a conjuntura das eleições de 2022.

“A gente já tinha combinado de quando sair o resultado das prévias de sentar com todo mundo para saber como é que vai fazer aqui. Agora, é a hora de tentar unir porque, por exemplo, o partido teve uma divisão já que Ruy Carneiro, Edna [Henrique] e Pedro [Cunha Lima] tinham votado diferente. Eu tenho defendido um fortalecimento da terceira via há muito tempo e que seja do PSDB”, disse Tovar.

O parlamentar também afirmou que há mais pontos convergentes com Bolsonaro do que com Lula e classificou o problema no aplicativo de votação das prévias tucanas como um “vexame nacional”, o que atrasou a conclusão do resultado em quase uma semana.

No cenário paraibano, Tovar diz que o PSDB mantém o apoio à candidatura do ex-prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), ao Governo do Estado, mas não descarta lançar candidato próprio com o nome do presidente do partido no estado, o deputado federal Pedro Cunha Lima.

“Aqui a gente mantém o posicionamento de uma defesa de uma candidatura das oposições, esperando Romero tomar uma decisão. Ele tem discutido internamente com a gente e eu devo sentar com Romero nesta semana fazer a política, bater papo e ver o que ele está pensando para que a gente dê os próximos passos. Mas uma coisa está pacificada nas oposições: a gente terá uma candidatura. Se não com Romero, a gente deve ter um candidato a governador e que possa ser Pedro Cunha Lima”, concluiu.

por Rafael Andrade

foto: Walla Santos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.