PT da Paraíba vem dialogando sobre federação com dois partidos; presidente estadual defende união: “O mais importante é Lula ser presidente e essa federação sustenta bem isso”

O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macêdo, registrou nas últimas semanas, por pelo menos duas vezes, encontros que tem tido com a direção estadual da legenda para emitir sua opinião sobre uma possível federação partidária entre o Partido dos Trabalhadores, o PSB e o PCdoB, discussões que vêm acontecendo entre as lideranças nacionais das três siglas.

Em conversa com o Polêmica Paraíba, Jackson adiantou que é favorável a uma possível união entre as três legendas, desde que essa federação represente uma união em prol da eleição do ex-presidente Lula (PT) em 2022 e contra o presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Eu particularmente acho que a federação, se for uma construção de uma defesa de um projeto político nacional, claro e estabelecido nacionalmente contra o fascismo e em defesa da democracia, acho que ela é válida sim”, falou.

“O mais importante para a gente é a disputa nacional. Se a federação vem para ajudar o presidente Lula a montar uma base política, não só na campanha, mas que sustente o governo no Congresso, logicamente que ela é importante. Mas repito, ela precisa ser baseada em um projeto político consistente”, continuou.

Jackson, no entanto, destacou que uma possível federação pode trazer impactos positivos ou negativos em cada estado, uma vez que cada unidade da federação tem suas peculiaridades nas relações políticas. Sobre a Paraíba, se a federação seria benéfica ou não, o presidente do partido ainda diz que a legenda ainda avalia a situação.

“Logicamente, há consequências em alguns estados. Alguns estados têm consequências negativas para o PT, em outros positivas e em outros não mexe no quadro eleitoral […]. Isso a gente está fazendo uma análise ainda. Por exemplo, a gente não sabe como se comportam os deputados do PSB em uma chapa de deputado estadual, se ficam no PSB, se saem. Tudo isso tem que ser analisado. Então as consequências, do ponto de vista prático, vão depender do cenário das candidaturas postas pelos três partidos”, disse.

Macêdo ainda falou que, para ele, esse debate é um “debate menor”.

“Eu prefiro ganhar a presidência da República. O mais importante é Lula ser presidente e essa federação sustenta bem isso. Mesmo que o PT perca deputados, o mais importante é o projeto nacional”, finalizou.

O presidente estadual do partido afirmou que a direção nacional seguirá conversando com dirigentes do PSB e PCdoB em torno da federação. Já a posição do PT estadual é de continuação desse debate.

Federação partidária

A federação partidária foi uma ferramenta aprovada pelo Congresso Nacional que tende a ajudar partidos políticos pequenos a não serem excluídos pela chamada cláusula de barreira.

Pela federação, dois ou mais partidos podem se unir, funcionando como se fossem uma única agremiação. As siglas devem permanecer unidas por pelo menos quatro anos, e seus ‘filiados’ devem todos seguir as mesmas regras. A união serve para todos os diretórios estaduais.

por Polêmica Paraíba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.