Ciclone leva até 450 mm de chuvas à Bahia e municípios decretaram situação de emergência 

Um ciclone extratropical que se formou no oceano Atlântico tem provocado fortes chuvas na região do extremo Sul da Bahia.

Pelo menos 29 municípios decretaram situação de emergência e outras três, de calamidade.

A cidade de Itamaraju, uma das mais castigadas, registrou volume de 450 mm apenas na quinta-feira (9), segundo a MetSul Meteorologia.

A previsão é de mais chuva nesta sexta-feira (10), quando o governador Rui Costa (PT) deve visitar a região para avaliar os estragos. De acordo com o InMet, a área do Sul da Bahia seguia no maior grau de risco, classificado como “Grande Perigo” até as 10h20.

Imagens que circulam pelas redes sociais mostram como a elevação do nível dos rios provocou destruição de pontes, estradas e levou forte correnteza a ruas urbanas. Áreas inteiras foram inundadas e registros de quem estava nas ruas lidando com a força das águas se multiplicaram — em um deles, uma família usa um colchão para flutuar, no meio da cidade, na tarde de quarta (8), em Itabela.

Na manhã de quinta, o governador do estado informou já ter conversado com alguns prefeitos e garantiu que o seu governo seguirá com a força-tarefa de ajuda aos municípios afetados.

O Graer (Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia) informou que tem usado três aeronaves para atendimento à população. Um avião Grand Caravan decolou de Salvador transportando nove bombeiros militares que atuam na operação.

Além disso, agentes do Corpo de Bombeiros que estavam de férias ou licença também foram convocados a retornar ao trabalho para participar da força-tarefa.

Em Macarani, o efeito das chuvas foi multiplicado pela elevação do nível dos rios e pontes foram destruídas. Durante os danos a uma delas, duas pessoas caíram na água e foram salvas pela população.

Já em Jucuruçu, segundo a TV Bahia, os rios Gado Bravo e Jucuruçu subiram pelo menos dois metros e inundaram aparte baixa do município.

Em Itamaraju, onde choveu 450 mm em um único dia, um homem e dois sobrinhos, de 4 e 8 anos, morreram soterrados em área que registrou o desabamento de ao menos seis imóveis.

Em Porto Seguro, onde choveu 171 mm nesta quinta, mais prejuízos, incluindo o teto de uma sorveteria em Arraial d’Ajuda.

Em Teixeira de Freitas, as precipitações foram da ordem de 141 mm e a água invadiu inúmeras casas e estabelecimentos comerciais.

Em Eunápolis, a chuva com ventos fortes derrubou uma vidraça de uma altura de pelo menos três metros e os estilhaços deixaram ao menos uma pessoa ferida.

por Folhapress

foto: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.