Lígia fala em ser “primeira governadora” e cita diálogo com PT

A vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) admitiu na tarde desta segunda-feira (03) disputar o Governo do Estado nas eleições de outubro. Eleita ao lado do governador João Azevêdo (Cidadania) em 2018, Feliciano, que também foi vice de Ricardo Coutinho (PT), entregou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, que tinha à frente Gustavo Feliciano, filho de Lígia.

“Eu acho que a mulher tem um papel muito importante na sociedade. Como mulher, eu represento todas as mulheres da Paraíba a gente sabe a importância da mulher. Quando você me pergunta se não está na hora da uma mulher, será que a mulher não tem condições de governar? Eu, no meu caso, ficaria muito feliz de representar todas as mulheres. É a hora da mulher. Torço para que a Paraíba tenha uma mulher governando o estado”, disse Lígia em entrevista à Rádio Caturité FM.

Feliciano afirmou que tem mantido diálogos com outros partidos na tentativa de formar uma aliança com legendas voltada à esquerda.

“Ninguém faz nada sozinho. O que tenho feito é diálogo. Tenho dialogado com partido de centro-esquerda, como PT, PV e PCdoB. A união das forças é que faz as mudanças. Estamos construindo várias ideias que sonhamos para nosso estado”, afirmou.

por MaisPB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.