Após operação da PF ganhar repercussão nacional, justiça pode afastar Prefeito do interior da Paraíba

Uma semana depois da megaoperação da Polícia Federal que investiga suposto esquema de sobrepreço na aquisição de máscaras e testes para a covid-19, em Princesa Isabel, sertão do estado da Paraíba, uma outra medida da justiça poderá afastar o Prefeito Ricardo Pereira do Nascimento, que é um dos alvos da operação.

Condenado por improbidade administrativa e fraude em licitação, Ricardo Pereira, poderá ser afastado preventivamente do cargo de prefeito, para que não haja investidas do chefe do executivo municipal, que venham atrapalhar as investigações em curso.

3

Prefeito Ricardo Pereira

Essa medida judicial, tem base legal, e já foi usada diversas vezes na Paraíba, em casos envolvendo ordenadores de despesas, investigados por corrupção. Um dos casos mais conhecidos, foi o caso do ex-prefeito Dinaldinho Wanderley, de Patos, afastado preventivamente durante o seu mandato, não conseguindo mais retornar ao cargo.

Com o possível afastamento do Prefeito Ricardo Pereira, o Vice Prefeito, José Casusa de Almeida, assumiria o cargo interinamente, até o desfecho das investigações. A operação da Polícia Federal, em Princesa Isabel, tomou repercussão nacional, sendo destaque inclusive, na fala do Presidente da República, Jair Bolsonaro.

2

Agente da Polícia Federal escalando muro da casa do Prefeito de Princesa Isabel

Na ação da PF, foram apreendidos computadores da sede da prefeitura, secretaria municipal de saúde, telefones celulares do Prefeito Ricardo Pereira, da secretária de saúde do município, Nininha Lucena, além de pastas com documentos, que estão sendo periciados pelo Departamento de Inteligência da Polícia Federal.

por Proximapauta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.