Atraso salarial de conselheiros tutelares de Olho d’Água é investigado pelo MPPB

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), por meio da Promotoria Cumulativa de Piancó, instaurou um Inquérito Civil para investigar o atraso do pagamento de membros do Conselho Tutelar de Olho d’Água. O documento foi assinado pela promotora Bruna Marcela Nóbrega Barbosa Lima.

Um Ofício foi encaminhado à prefeita do município, Joana Sabino, mas não houve qualquer resposta. O Conselho Tutelar informou que o atraso salarial persiste, e novamente a gestora foi oficiada, porém, mais uma vez não se manifestou para o órgão.

“Dessa forma, considerando que o presente feito tramita há mais de seis meses e há a necessidade de mais diligências para comprovar os fatos narrados no protocolo de atendimento e acompanhar as medidas adotadas pelos interessados, determino a conversão do procedimento preparatório em inquérito civil, com a duração de 01 ano a partir desta data, com o desiderato de concluir as investigaçõess”, versa trecho do inquérito.

O portal tentou contato com a prefeita, mas não obteve resultado.

por DiamanteOnline

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.