Após federação com PT, PV e PCdoB defendem apoio a João Azevêdo na PB

O registro da federação partidária entre PT, PCdoB e PV foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nessa terça-feira (24). Denominada de “Brasil da Esperança”, a federação vai unir as três siglas como se fossem uma só no Congresso Nacional por pelos menos nos próximos quatro anos. Dessa forma, o grupo vai dividir o fundo partidário e tempo de televisão, além de unificar o conteúdo programático.

Na Paraíba, à princípio vão existir divergências entre os partidos, uma vez que o PV e PCdoB integram e apoiam o governo de João Azevêdo (PSB), pré-candidato a reeleição, e, por outro lado, o PT firmou apoio ao senador Veneziano (MDB) para governador. As agremiações terão o prazo das convenções partidárias para definir aliança com um único candidato na majoritária.

O ex-presidente do PV na Paraíba, sargento Dênis (foto acima), que atualmente compõe os quadros nacionais do partido na federação, afirmou ao ClickPB que o nome de João Azevêdo será defendido nas reuniões entre os três partidos na Paraíba. O objetivo, segundo Dênis, é tentar pacificar a questão local sem que o tema precise ser debatido nacionalmente entre as siglas.

“Oficialmente, teremos que tomar uma decisão: ou Veneziano ou João Azevêdo. Hoje, o PV e PCdoB estão com João. Ou seja, já temos dois votos a favor de João. Só que o presidente do PT [Jackson Macedo], que tem direito a voto, quer Veneziano. Nós queremos conversar e discutir mais para que a nossa tese da reeleição de João seja acatada por essa parte do PT que está na direção”, disse.

Por Rafael Andrade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.