No MP, oposição denuncia PL do aumento salarial do prefeito, vice e secretários de Patos

Os vereadores Josmá Oliveira, Sargento Patrian e Jamerson Ferreira protocolaram na manhã desta quinta-feira (02), no Ministério Público da Paraíba (MPPB), através do promotor Carlos Davi Lopes Correia Lima, uma denúncia contra o Projeto de Lei (PL) que concede aumento salarial ao prefeito, vice-prefeito e aos secretários municipais e adjuntos.

Os parlamentares entendem que a aprovação do PL fere Lei Orgânica do Município de Patos/PB (art. 78), que impõe que a discussão e votação, ou seja, a publicação sobre subsídios de agente políticos do Poder Executivo sejam votados no primeiro período legislativo do último ano da legislatura.

Com isso, os vereadores querem que a discussão do projeto seja encerrada já que, com base na Lei, a aprovação do Projeto de Lei na Câmara Municipal é inconstitucional.

 Com o aumento efetivado, o salário mensal do prefeito Nabor Wanderley, passaria de R$ 17 mil para R$ 24 mil. Já o vice-prefeito Jacob Souto, que hoje embolsa dos cofres públicos R$ 8,5 mil, passará a receber a bagatela de R$ 11,5 mil, um aumento de cerca de 70%.

Os secretários municipais, por sua vez, deixarão de receber R$ 7 mil e receberão R$ 11 mil. Os secretários adjuntos vão receber 5 mil.

Por assessoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.