MPF vai apurar tráfico de influência de filho do ministro da Saúde, que é pré-candidato na Paraíba

O Ministério Público Federal na Paraíba (MPF) informou, na tarde desta terça-feira (14), que determinou a instauração de uma notícia de fato sobre a denúncia recebida hoje pelo órgão sobre o suposto cometimento dos crimes de usurpação de função pública e tráfico de influência por parte de Antônio Cristóvão Neto, conhecido como Queiroguinha, filho do atual Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

A denúncia foi analisada pelo procurador distribuidor, que determinou a instauração de notícia de fato e respectiva distribuição para ser apurada.  Segundo o MPF, de início, o suposto fato deve ser averiguado por gabinete com atuação criminal geral, o qual avaliará o cabimento de eventual encaminhamento à Procuradoria Regional Eleitoral.

Queiroguinha foi alvo de denúncias através do Jornal O Globo sobre a presença frequente em eventos oficiais do Governo Federal enquanto pré-candidato a deputado federal pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

No mês de abril, ele esteve em um ato em Sumé quando foi anunciado o repasse de R$ 12 milhões da Saúde a municípios da região do Cariri. Queiroguinha gravou uma entrevista a veículos locais em que indica ser integrante do Poder Executivo, mesmo sem exercer cargo público.

“Nós, enquanto representantes do Governo Federal, precisamos ter um olhar voltado com muita sensibilidade para essa região, que tem um grande potencial na área social, na área educacional e nos recursos hídricos”, afirmou o filho do ministro da Saúde. “Na área da saúde o prefeito sabe que pode contar com o apoio do ministro Marcelo Queiroga tanto na parte de custeio como na parte de investimento”, acrescentou.

O filho de Marcelo Queiroga ainda afirmou que “o nosso governo, o Governo Federal, está ao lado dos municípios e do Nordeste”. Queiroguinha é pré-candidato a deputado federal pelo PL, mesmo partido do presidente Jair Bolsonaro e tem sido levado pelo pai a eventos da pasta em que são anunciadas liberações de dinheiro público para cidades da Paraíba. Foram ao menos cinco cerimônias desde o início do ano. Em outras duas ocasiões, contudo, ele representou o próprio titular da pasta, uma delas no evento em Sumé.

Questionado pelo portal MaisPB sobre as agendas, o estudante de medicina disse ser alvo de uma narrativa da mídia. “Nós que estamos ao lado do presidente Bolsonaro sofremos com narrativas mentirosas de grande parte da mídia que não busca informar e sim desinformar. Essa é mais uma narrativa criminosa desse tipo de gente. O juiz de toda razão, que é o tempo, mostrará que isso não existe”, disse Queiroguinha à reportagem.

Por Wallison Bezerra/MaisPB

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.